G-Spot Massage

Na última fase do método o corpo do interagente se encontra nas condições ideais para atingir estados mais elevados de percepção. Os estímulos feitos encontram a sustentação biológica necessária para a manifestação do Hiper-Orgasmo, proporcionando uma condição de transcendência e a expansão da consciência. Leia mais:

A sequência de desenvolvimento para mulheres continua com um trabalho de estimulação e fortalecimento da musculatura intravaginal e da glândula de Grafemberg (Ponto G). Você irá descobrir uma nova qualidade de prazer e orgasmo através de regiões sensoriais de grande potencial energético mas comumente pouco exploradas.

Principais benefícios da G-Spot Massagem:

  • Tonifica a musculatura intravaginal e do clitóris
  • Orgasmos múltiplos com possibilidade de ejaculação
  • Intensa manipulação intravaginal

Por Drauzio Varela – O ponto G é assunto discutido em todas as revistas femininas, não é?

Carmita Abdo – Muito se discute hoje se existe ou não o tal ponto G, local mais enervado e vascularizado dentro da vagina onde é maior a possibilidade de prazer. Pergunta-se também se a glande masculina terá sensibilidade para encontrar esse ponto. Segundo os anatomistas, a penetração profunda não o estimula, porque ele se localiza na parede anterior do terço inferior da vagina. Imaginando a mulher deitada de costas, ele estaria mais próximo do umbigo do que do ânus.

Teoricamente, a penetração profunda não favorece a excitação do ponto G. É necessário estimular o terço inferior da vagina para aumentar o prazer da mulher.

Por outro lado, a borda da vagina também é muito excitável. Se o homem tiver tranquilidade suficiente para excitar essa região e, só depois, pouco a pouco ir penetrando, além de propiciar maior prazer à mulher, estará oferecendo-lhe a oportunidade de aprender a explorar o prazer intravaginal.

 * Método exclusivamente terapêutico - Não haverá sexo com os terapeutas.

Produtora

Valentina 

(11) 9 8796 9551 / 9 6111 7300

[email protected]

 

Tomei remédio para dormir durante 30 anos, comecei a frequentar o Centro por não conseguir manter a ereção, depois das sessões, não tomei nunca mais remédio para dormir e minha ereção está a toda.

R.F | 55 anos, Engenheiro | Rio de Janeiro - Rio de Janeiro

Cliente
Fiz minha primeira sessão por curiosidade, cheguei com medo achando que era uma coisa, quando terminou vi que era tudo diferente. Que energia foi essa? Tremia tudo, não consegui controlar meu choro e logo vinha um riso, achei que estava ficando doida, rs. Todos precisam sentir isso na vida.

P.R.R | 41 anos, Farmacêutica | Morumbi - São Paulo

Cliente